Quem pode se beneficiar?

Em princípio, qualquer pessoa poderá se beneficiar da Calatonia para obtenção de um relaxamento profundo e de um ajuste na auto-regulação físio-psíquica. Porém tal trabalho deverá ser sempre acompanhado por um profissional habilitado, capaz de avaliar e elaborar com o paciente, suas reações à técnica, bem como as possíveis contra-indicações à aplicação do método: situações de uso abusivo de substâncias, surtos psicóticos, ou estados febris agudos, entre outras que devem ser analisadas caso a caso.

Embora a utilização da Calatonia não vise resultados específicos (uma vez que a reorganização psicofisica é global, e cada organismo reage à sua própria maneira individual e única) esta técnica atua sobre uma variada gama de queixas diante das quais se têm observado resultados bastante positivos.

Para além de funcionar essencialmente como uma técnica de relaxamento, a Calatonia e os toques sutis podem atuar também nas diferentes áreas da medicina, associadas a outras abordagens em psicologia, pedagogia, fonoaudiologia e na terapia ocupacional, com crianças, adolescentes e com adultos e idosos. Podem ter ainda bons resultados na assistência social, nas artes, nos esportes, na vida religiosa, nos exercícios meditativos e contemplativos.

Podem ser utilizadas, de forma preventiva, na educação de crianças e adolescentes, visando o desenvolvimento da autoconfiança, da concentração e do respeito pelo próprio corpo.

Algumas técnicas também podem ser aplicadas a pacientes internados em hospitais (politraumatismos, pré e pós-cirúrgicos, pacientes portadores de doenças crônicas); associadas à quimioterapia, diminuem os sintomas secundários decorrentes do tratamento de câncer. Na odontologia ajudam a diminuir a tensão temporomandibular, causadora do bruxismo. Pacientes psiquiátricos também se beneficiam com esta técnica, na medida em que ajuda a desenvolver uma noção do próprio corpo e melhora o vínculo terapeuta-paciente.

Todos os procedimentos podem ser utilizados em sessões de psicoterapia, visando a integração corpo-mente, promovendo o relaxamento do corpo, facilitando o processo de recuperação de lembranças esquecidas ou reprimidas e a elaboração de traumas , e ajudando a desenvolver criatividade com o possível surgimento de imagens que brotam espontaneamente durante o relaxamento.

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •